19.8.16

Uma cabana na praia, duas bicicletas e falta de ar!

Informativo: Isso NÃO é um publipost.

Brasileiros que tanto viajam para Orlando, não costumam explorar as praias da Flórida que estão localizadas no Golfo do México. É uma pena porque são algumas das praias mais lindas que eu tive a oportunidade de conhecer, ressaltando que não sirvo muito como parâmetro, afinal, não conheço tantas praias assim. 

Independentemente das minhas experiências pessoais, Clearwater Beach e Siesta Key Beach (ambas localizadas no Golfo do México) são realmente consideradas as praias mais bonitas dos Estados Unidos. Gosto tanto dessa região que sou capaz de trocar todos os parques da Disney e da Universal por um único dia nessas areias, sem pestanejar. Não estou exagerando! Essas praias de águas mornas, com o mar do Caribe, são próximas de Orlando, ou seja, dá até para fazer um bate-volta num dia ensolarado.



Sabe quando você está navegando no Airbnb e sente uma falta de ar com o achado? Quando encontra um lugarzinho único, com a sua cara, na praia amada? Aconteceu.

Estou desmaiada com esta charmosa cabana cottage, super bem localizada, no coração de Siesta Key. Eu não tenho a menor vontade de entrar naquelas mansões enormes de Miami (algumas de gosto bem duvidoso), mas certamente seria bem diferente ao me deparar com algo tão singelo, azul e com toldo de lata:










Tudo impecavelmente decorado. A anfitriã pensou em cada milímetro da restauração/decoração do lugar, sendo extremamente criteriosa. O critério está bem exposto até no uso dos eletrodomésticos brancos, sem as aberrações de aço inox. Eu simplesmente enlouqueci com essas estantes nas janelas de canto! 

Tudo é bem pensado para proporcionar uma experiência incrível e sem preocupações. Ela fornece até bicicletas (AMEI!!!) e cadeiras de praia.

Nas avaliações do site de temporada, um único hóspede reclamou da baixa pressão da água nas torneiras e no chuveiro. Sinceramente, tomo banho até de canequinha nesse casa, com a maior alegria. E ainda tem a praia deslumbrante de brinde, aproximadamente 5 minutos caminhando da casa.

A locação dessa casa é disputadíssima no Airbnb. Demanda para o chuveiro fraquinho não falta.

9.8.16

Será que você não consegue mesmo fazer uma festa para o seu filho em casa?

Nathalie Bearden é uma brasileira que mora no Texas (EUA) e é mãe de 4 crianças lindas.

Ela educa todos os filhos no sistema de escola em casa (homeschooling). Ela não tem babá. Não tem diarista. Não tem uma mãe morando pertinho para dar uma olhadinha nas crianças. Não tem professora nem por meio período, mas faz as festas para os filhos em casa. 



Eu amo seguir a Nathalie no Instagram para entender a dinâmica de uma vida familiar independente e com muitas crianças.

Será que você não consegue mesmo fazer uma festa em casa para o seu filho? Espero que a vida da Nathalie possa lhe inspirar!

Instagram da Nathalie: @nathaliebearden
Loja da Nathalie (colchas sob encomenda): http://www.nathaliebearden.com

9.6.16

10 passos para fazer uma festa inesquecível para a sua cachorra "princesa"

Eu queria sair do tema princesa, mas está difícil, gente! A dura realidade não dá descanso. O último post é um choque de realidade porque mostra que as Princesas do Brasil (as de verdade, ok?) têm festas bem mais simples que muitas crianças plebeias dessa nação. Eu errei. Errei feio! Na verdade, a grande maioria da população do Brasil, incluindo as princesas de sangue azul, tem festa mais modesta que a realizada em Salvador para uma cadela. Você leu certinho. CA-DE-LA. Au, au.

Será que você consegue entender essa comemoração inacreditável? As cenas são fortes. Chocantes.

Vamos aprender como é que faz uma festa para uma cachorra? Aviso: contém ironia.

1. Você precisa acreditar que ela é gente
Se você não crê que a sua cachorra é realmente uma pessoa, fica difícil prosseguir para os passos seguintes. É necessário esquecer que um pacote de biscrok é suficiente para satisfazer sua cadelinha. Você tem que acreditar que ela saiu de dentro de você. Chame-a de filha e repita o mantra que diz que ela é melhor que muita gente, portanto merece a maior festa que o seu dinheiro pode pagar. Use verbos e sentimentos próprios para humanos: ela pensa, ela se emociona, ela curte, ela vibra...

2. Contrate uma decoradora especializada em aniversários infantis faraônicos
Você sabe muito bem que crianças pre-ci-sam de festa faraônica, e, como sua filhinha é gente, o natural é contratar a decoradora mais cara da cidade, daquelas que conseguem colocar 3.250 itens feitos com cola quente numa mesa de 4 metros. Não fica parecendo uma mesa com alimentos, mas isso todo mundo já tem em casa, não é mesmo? Seus convidados não querem uma mesa com um monte de comida fumegante, parecendo self-service. Sirva apenas doces feitos com bastante antecedência e finger food frio. Não economize na escolha da decoradora porque a sua cadelinha vai sentir que você é mesquinha! E cadelas espertas se vingam, heim? Ela não vai mais subir na sua cama e lhe acordar com uma lambida dentro do nariz.


3. Escolha o tema de princesa para uma princesa
Jamais faça uma festa com temas próprios para cachorros! Você não pode homenagear o Mc Donald's de cachorros (Pedigree) numa festa rica. Cachorro rico come Royal Canin e royal é o que? Realeza, meu bem! Olha como esses marqueteiros de cachorro entendem da coisa. Sugiro que você procure homenagear um filme da Disney porque nenhuma criança consegue ser feliz sem ter festa falsificada da Disney. Mande fazer uma lona com uma cena cinzenta do filme e não se preocupe porque a Disney fica sempre feliz com o propaganda gratuita! Ela não irá lhe cobrar direitos autorais porque seu evento será um lançamento de tendência na terra brasilis: festa pra cachorro é um filão mal explorado e muitos produtos poderão ser lançados por conta disso, incluindo ração com formato de Mickey e comedouros com estampa da Frozen. Vera Loyola fez festa do balacobaco para sua catiorra pequinês nos anos 90, mas ninguém se lembra disso. Aproveite a oportunidade porque nem todo mundo nasceu numa nação sem memória!



4. Elabore um convite espetaculoso
Sua lista tem que priorizar as amigas que têm filhos de 4 patas. Faça um convite com linguajar da realeza e acople uma linda coroa chinesa comprada na 25 de Março. Essa pequena coroinha plástica será usada preferencialmente pelos peludinhos, no entanto, caso a convidada ainda não tenha comprado um filho no canil famoso que você é madrinha, avise por telefone que a futura mamãe está autorizada a usar a preciosa coroa.

5. Não confie na sua decoradora
Decoradora nenhuma merece confiança. Elas estão na mesma categoria do gesseiro, do encanador, do calheiro, do pedreiro meia colher, do garçom e da estilista de cortinas! Você se lembra do dia que pediu para o encanador instalar um cano de água quente de cobre para a torneira da garagem e ele teve a pachorra de colocar um de plástico que acabou derretendo com a água quente? O peão recalcado não se conformou com a necessidade de lavar as patinhas da sua filha com água pelando em pleno calor de Salvador e resolveu se vingar! A decoradora do megaevento precisa exigir dos fornecedores o mesmo padrão de qualidade das festas que ela faz para crianças humanas. Eu aconselho que você vare noites no Instagram e procure tudo de mais caro e perfeito que essa nação tem para oferecer! Que tal encomendar biscoitos de Minas Gerais e transportá-los até Salvador? Os quitutes baianos certamente não são tão bons!


6. 22 é o número da sorte das princesas caninas
Foque nesse número. Filmes sem Lei Rouanet utilizam um número menor de fornecedores, mas quem se importa? O número da sorte precisa ser respeitado e a festa tem-que-ter essa quantidade de criativos para montar o espetáculo. Aumente o recalque dos cineastas, por favor.



7. Crie normas de conduta
Festa chique não combina com conversas insuportáveis. Dilma e Temer são palavras irritantes que precisam ser evitadas a todo custo durante o aniversário. Lembre-se: a festa da cadela é a pedra fundamental do fim da República! No dia seguinte, a monarquia estará ainda mais perto de governar novamente o país. Dom Bertrand - o seu rei - afirmou que "temos o rei do futebol, as rainhas da bateria... O povo daqui gosta de glamour e de exuberância". Você colabora com o rei ao afirmar que cachorras são princesas e por escolher comemorar o dia da sua com toda pompa! Ninguém espera que uma festa seja feita em homenagem a uma primeira-dama, não é mesmo?


8. Leve sua princesa para se arrumar num salão de beleza
Pet shop é coisa de cachorro pobre. Tenho certeza que um bom dinheiro pode proporcionar excelentes maquiadores e cabeleireiros de humanos para a sua amada princesa porque ela é melhor que muita gente!

9. Imprima os recibos de bondade
Vai por mim: o mundo não entende com tanta facilidade que um cachorro pode ser transformado em gente. Aparecerão críticos de todo tipo, afirmando que você poderia ter usado esses milhares de reais em causas nobres como abrigos de cachorro, crianças somalianas, etc... Esfregue seus recibos na cara dessas pessoas e prove que você ajuda muitos necessitados. Cale a boca dos invejosos com a sua bondade.


10. Curta muito esse dia glorioso
Depois de tantas reuniões, pesquisas no Pinterest, planilhas, transferências bancárias e cheques assinados; o dia finalmente chegou! Você não fez conta e certamente arrasará. Lembre-se de guardar uns bem-latidos para comer no dia seguinte porque certamente a embalagem italiana da iguaria estará no mesmo nível do sabor. Por favor, não esqueça de pedir para o fotógrafo registrar cada um dos cacarecos bordados que estão na mesa, afinal, tudo foi escolhido com muito amor e carinho e a rede social precisa aplaudir essa obra cinematográfica. Nina é princesa. Lidem com isso!








Mais fotos aqui.

3.6.16

Afinal, como são os aniversários das princesas brasileiras?

Infelizmente a Família Imperial Brasileira não tem o costume de divulgar fotos oficiais das crianças durante a comemoração dos aniversários. 

Eu imagino que sejam festas bem simples. Por que afirmo tal coisa?

Vejam as fotos dos bolos dos últimos matrimônios realizados na família.

Casamento da Amélia de Orleans e Bragança e Alexandre James Spearman. Imagens do blog Falando de Casamento:



Lindo, simples e singelo, com apenas dois andares. Fiquei encantada com a delicadeza do monograma.

No casamento dos nobres Maria Elisabeth de Orleans e Bragança e Pablo Trindade, o bolo foi um pouco maior, mas sem perder a simplicidade. Imagens retiradas do blog da Constance Zahn:


Recentemente, as redes sociais ficaram repletas de fotos do aniversário de 5 anos da filha do jogador Kaká. O bolo gigantesco (e de verdade!) saiu pronto de Goiânia e seguiu num automóvel refrigerado até São Paulo, assim como boa parte da festa.

As imagens são do Instagram da decoradora:


Não só o bolo, mas todo o evento é mais detalhado e caro que as recepções de casamento das princesas brasileiras! Não existem argumentos para defender o uso de um quitute de 6 andares numa festinha de criança.


Segundo alguns sites de notícia, tudo isso foi inspirado no mundo das princesas. Oi?

Verdadeiras princesas sabem que um chocolate vale bem mais que uma embalagem. Quem precisa de um invólucro descartável que tem mais elementos que os bolos de casamento da Família Imperial Brasileira? À beira de um abismo surreal,  a inversão de valores parece mesmo não ter limite:


Uma combinação cafona complexa: renda guipure, fita de cetim, pedra falsa plástica, dezenas de cristais, acrílico recortado com laser e 3 camadas de papel. Quase todos os elementos são importados da China.

Será que esse grande espetáculo artificial não distorce o significado da comemoração?

Eu ainda acredito que podemos seguir bons exemplos como a última festa de aniversário da pequena princesa Leonore da Suécia. 

Um conto de fadas da Disney não consegue ser mais belo que essa realidade:



Nossos filhos merecem viver momentos reais e singelos assim!

Bom fim de semana,

Luana

9.5.16

boa semana!

Hoje fui surpreendida com essa lembrança do Facebook. Há 5 anos, a minha única preocupação era brincar com ele numa tarde em que o sol entrava pela janela do quarto.

Com esse sorriso mais lindo do Samuel, desejo que a semana de vocês seja maravilhosa!













26.4.16

Tsunami de água termal, tsunami da verdade!

Hoje o assunto são as blogueiras de beleza que têm canais no YouTube. Algumas são super famosas e seguidas por milhões de fãs, mas estão perdendo a credibilidade. No começo você sentia um certo constrangimento nas avaliações dos produtos de beleza, um certo esforço naquele esquema morde e assopra. "Essa base transfere muito, mas hidrata bem!". "Essa pasta Colgate não clareou meus dentes ainda porque eu tenho que testar mais um pouquinho!". Tudo para garantirem um bom relacionamento com as assessorias de imprensa das marcas...

Generalizando, o constrangimento acabou, a mentira tomou conta e as avaliações de produtos perderam o sentido. Se antes as resenhas eram feitas para que nós leitoras pudéssemos ter uma visão mais clara sobre o que estava sendo oferecido no mercado de beleza, hoje perdemos tempo e dinheiro porque as YouTubers faltam com a verdade. Elas são tão caras de pau quanto a Xuxa. Quem não se lembra da loira vendendo creme Monange no horário nobre?

As YouTubers se profissionalizaram no trambique e algumas até se beneficiaram da lei Rouanet. É... ser blogueira de beleza já dá até credencial dentro do Ministério da Cultura! Aquele projeto musical na periferia parece menos importante porque crianças tocando flauta doce não dão tanta visibilidade.

Trago uma boa notícia: o mercado de beleza está vivendo uma reviravolta através de algumas meninas honestas, inteligentes e não tão famosas. Quem representa isso muito bem é a linda Joyce Kitamura (90.000 inscritos no YouTube) e toda a verdade que ela despeja de uma forma muito divertida!

A Dailus, uma marca popular e brasileira de cosméticos, deu para ela uma base de péssima qualidade para ser testada (Base Líquida Soft), ainda por cima na cor errada. Não tem como não rir até a barriga doer! "Corre que é uma cilada, Bino!". O vídeo dura 4 minutos:


Uma leitora da Joyce até comentou que achou a avaliação extremamente desrespeitosa com a marca. Desrespeito é colocar uma cilada desse tipo no mercado nacional!

Não ficou por isso mesmo. A empresa, depois da avalanche de protestos das leitoras da Joy, reformulou a base que agora é capaz até de enfrentar um tsunami de água termal. Vídeo com 12 minutos:

A verdade vende. "Quando o produto é bom, eu faço é vender na baciada!. Concordamos contigo, Joyce. O que é bom, vende mais!

Parabéns para a também YouTuber Aline Mendes Waiser, química da Dailus. Ela prestou atenção na crítica e realizou uma transformação inacreditável na fórmula da base líquida, mantendo o preço final do produto super baixo (R$25).

Nós precisamos de mais Joyces e Alines para que o Brasil melhore. A verdade é sempre a melhor escolha! :)

25.4.16

Existe limite: o fim do brigadeiro gourmet chegou!


Depois de enfrentar uma festa de casamento com mais drones que crianças - o auge foi quando alguém catou o microfone e pediu para todos ficarem sentados porque um dos drones daria um rasante -, obviamente eu fiquei aliviada com a matéria sobre o fim da gourmetização publicada pela revista Exame.

O brigadeiro gourmet  entrou em decadência porque estamos numa crise. E toda crise leva a pessoa a raciocinar melhor, planejar o futuro, cortar os supérfluos e focar no que realmente importa. Cada centavo conta e precisamos fazer bons negócios, compras inteligentes.

Sinto muito por quem investiu todas as economias da vida nessa moda, achando que conseguiria se dar bem como a Maria que inventou essa febre. Talvez seja a hora de vender tradição por preço justo e com os nomes originais: pif-paf, cajuzinho, olho de sogra, pé de moleque, bicho de pé, beijinho, etc... 

Obviamente a crise é perversa e levaremos anos para a total recuperação! No entanto, tenho que reconhecer que o Brasil aprendeu que festa infantil recessionista não inclui brigadeiro gourmet. O brigadeiro da moda é o da vovó - o doce feliz que nunca deveria ter saído das festas brasileiras!

#AdeusBrigadeiroGourmet #AModaDurou6Anos

Leia a matéria da Exame aqui.

Para ver mais detalhes sobre a festa da imagem acima publicada, clique aqui.

Para ler o post do blog sobre brigadeiro gourmet, escrito em 2010, clique aqui.

17.4.16

Limite

Há de existir um limite.

Não um limite imposto pela lei.

Não um limite imposto pela falta de dinheiro.

Mas um limite natural.

Aquele limite moral que os pais deveriam ter.

Permitido é; no entanto, crianças precisam disso?

Primeiro aniversário com making of no salão de beleza.

Taça personalizada para o champagne que ela ainda não bebe...

La fin du monde.

Mais fotos aqui.

2.4.16

Porcelanato é mesmo bonito?

Quem nunca visitou um stand de vendas com apartamentos decorados? Acredito que a maior parte dos leitores já viveu essa experiência, principalmente os que habitam nas grandes cidades brasileiras. Qual foi a sensação que você sentiu? Sentiu-se confortável, ambientado? Ou parecia ter adentrado o incrível mundo dos decoradores alienados?

Ainda que seja automático expressar um "uau, que bonito!", você consegue se imaginar morando por muito tempo numa caixa coberta de papel de parede, espelhos e placas de MDF revestidas com laminado plástico que imita madeira?

Uma amiga, criada numa casa semelhante a essa abaixo, relatou que não está se sentindo bem no seu novíssimo miniapartamento milimetricamente decorado, idêntico aos que vemos nessas exposições das construtoras brasileiras.

Pudera. Sem móveis de família. Sem lembranças de viagens. A mesa com aquela marca de copo foi renegada porque tem que ser tudo sob medida. Ela aboliu até as plantas de verdade.

Não bastassem as crises econômica, política e moral, o brasileiro também sofre com a crise de identidade. 

Eu não gosto de ser levada pelos ventos da pasteurização porque não me sinto bem dentro de um centro cirúrgico esterilizado. Sempre me pergunto: por que uma pessoa abandona a própria história para viver a caríssima artificialidade extrema?

É injusto comparar um apartamento pequeno com a casa abaixo? Claro que não. Acho bom refletirmos sobre o abandono da alma brasileira.

Porcelanato chinês no lugar dessa ardósia - linda, barata e natural - seria apenas um revestimento artificial sem coração.

Imóvel localizado na praia do Campeche (SC), disponível para aluguel de temporada no site HomeAway